"Enquanto eu tiver perguntas e não houver respostas... continuarei a escrever" - Clarice Lispector -

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Contrato Vitalício

 Como achar meu caminho
sem seus olhos para iluminar
o meu ver, o meu pensar?
 Como achar o meu sonho
se você ao meu lado não deitar
para se deleitar?
 Como poderei ver tudo o que pretendo
se eu continuo como um cego
sempre precisando de alguém,
só para me guiar.
 Minha luz, meu sonho, meu pensar
quando é que você
a minha vida vai se apresentar?
 Eu sempre te espero,
não importa como, não importa quando...
Seja no céu, terra ou mar
o meu sonho de encontrar
a mais bela para me completar
a mais bela para amar,
nunca acabará.
 O seu contrato vitalício
com meu coração está válido
até a minha luz se apagar
até meu sonho se dissipar,
até meus olhos fecharem,
até tudo o que eu sempre pensei
fôra embora, sem dó nem piedade
pelo ser que jurou
que para sempre nunca iria te abandonar.

Vinícius Macêdo

2 comentários:

  1. esse gordo ta kd vez melhor nos seus poemas.;)

    ResponderExcluir
  2. Lindo demais o poema. *--*

    ResponderExcluir